MENU

27 de setembro de 2017 - 19:23IMSA Weather Tech SportsCar Championship

20ª Petit Le Mans: anunciados 38 carros na última etapa da IMSA

A-1-Petit16-Race_2520-GreenFlag-Start-ALT

Bandeira verde para a Petit Le Mans do ano passado: a prova no circuito de Road Atlanta, em Braselton, Geórgia, encerra no dia 7 de outubro a temporada 2017 do IMSA Weather Tech SportsCar Championship

RIO DE JANEIRO (atualizado às 19h45) - Décima-segunda e última etapa da temporada 2017 do IMSA Weather Tech SportsCar Championship, a Petit Le Mans será disputada no próximo dia 7 de outubro pela vigésima vez em sua história. A prova marcada para o circuito de Braselton terá duração de 10 horas, o que já acontece desde 2014 – anteriormente, a corrida terminava em 1000 milhas percorridas, perfazendo 394 voltas.

Encerrando pela quarta vez o certame unificado após a junção do American Le Mans Series com a Rolex Grand-Am, a prova terá um grid de 38 carros em quatro categorias – sem a presença da Penske, infelizmente – e com a derradeira apresentação dos protótipos Oreca FLM09 PC, que saem de cena ao fim deste campeonato. Em 2018, a IMSA terá três classes – Prototype, GTLM e GTD. O plantel para a vigésima edição da história da Petit Le Mans contempla nove carros na classe principal, apenas três na quase-defunta PC, outros nove na GTLM e dezessete na GTD.

Lista de inscritos para a Petit Le Mans AQUI

A estreia da Penske na classe Prototype era ansiosamente aguardada: havia a possibilidade do time alinhar um Oreca LMP2 para, com ele, ganhar horas de voo e assim ter dados para aplicar nos treinos de desenvolvimento do Acura ARX-05 DPi. A Racer Magazine, em seu site, afirma existir “uma possibilidade” de o time de Roger Penske participar da corrida. No último dia 21, o brasileiro Hélio Castroneves sofreu um acidente durante os testes promovidos pelo time e o chassi ainda pode ser recuperado a tempo porque o construtor francês informou existir peças de reposição em número suficiente para permitir o reparo. A decisão tem de ser tomada o mais rápido possível e, caso haja o sim, a tripulação do carro deve ser composta por Helinho, Simon Pagenaud e Juan Pablo Montoya.

Assim, por enquanto, o único reforço em relação às demais corridas desde o afastamento da Mazda é a Rebellion Racing, que leva um chassis Oreca 07 Gibson LMP2 para a trinca inédita formada por Gustavo Menezes/Mathias Beche/Nick Heidfeld.

Os irmãos Jordan e Ricky Taylor, que terão no carro #10 o reforço de Ryan Hunter-Reay, têm chances enormes de conquistar o título da temporada 2017 na divisão principal da IMSA. Com cinco vitórias nas primeiras cinco etapas, eles somam 288 pontos contra 259 dos atuais campeões Dane Cameron e Eric Curran – que terão o reforço de Mike Conway em Road Atlanta, mais uma vez.

Quem deve fazer sua despedida como piloto regular da série é Christian Fittipaldi. Comenta-se que o bicampeão da série em 2014/15 deixará a parceria com o português João Barbosa, abrindo caminho para a promoção de outro português, Filipe Albuquerque. O brasileiro correria apenas os eventos “premium” do Weather Tech SportsCar Championship, que são exatamente as provas longas – Daytona, Sebring, Watkins Glen e Petit Le Mans. Por enquanto, Christian e João se preocupam em pelo menos recuperar o 2º lugar na tabela. Título, com apenas nove carros na pista, é praticamente impossível: a diferença entre o vencedor de cada prova e o 9º colocado é de somente 13 pontos.

Pipo Derani e Bruno Senna estarão juntos pela segunda vez no carro #22 da equipe Extreme Speed Motorsports, buscando a segunda vitória da equipe em 2017. Outros pilotos que reforçam suas equipes são Brendon Hartley (no carro #2 da ESM), Chris Miller (no #85 da JDC-Miller Motorsports) e Julien Canal, no Ligier #52 da PR1/Mathiasen Motorsports. A Visit Florida Racing consta como a única escuderia com dois pilotos confirmados ao invés de três, mas o site Sportscar365 crava Jonathan Bomarito como o piloto contratado para a última prova do campeonato para dividir o #90 com Marc Goossens e Renger Van der Zande, vencedores no último fim de semana em Laguna Seca.

Na PC, que faz sua aparição derradeira, o título já está definido faz tempo em favor de Patricio “Pato” O’Ward e James French, que devem subir com a equipe Performance Tech Motorsports para a divisão principal em 2018. O terceiro piloto será Kyle Masson, enquanto Don Yount deve sacramentar o vice com o carro #20 da BAR1 Motorsports que terá ainda Buddy Rice e Daniel Burkett. No terceiro carro inscrito, Garry Grist e Tomy Drissi terão um terceiro companheiro a ser ainda determinado.

A GTLM decidirá o campeonato em Road Atlanta com chances matemáticas para cinco duplas. Na verdade, Dirk Werner/Patrick Pilet, da Porsche, trabalham com hipóteses retóricas, já que somam 270 pontos. Alexander Sims/Bill Auberlen (BMW) e Dirk Müller/Joey Hand (Ford) chegam à decisão empatados com 282 pontos. Um à frente de todos eles, estão os vice-líderes Richard Westbrook/Ryan Briscoe (Ford). O favoritismo é de Jan Magnussen/Antonio Garcia (Corvette), que somam 302 pontos e têm 19 de vantagem para os rivais mais próximos.

Todos os carros inscritos terão três pilotos: na Corvette, os reforços serão Mike Rockenfeller e Marcel Fässler. A BMW escalou Kuno Wittmer e Nicky Catsburg. A Risi Competizione terá Alessandro Pier Guidi. A volta de Sébastien Bourdais é a grande atração da Chip Ganassi Racing, lembrando que o francês sofreu um pavoroso acidente em Indianápolis e desde então não fez mais nenhuma corrida longa a bordo do Ford GT EcoBoost. No outro carro vai a estrela do time na Fórmula Indy, Scott Dixon. E a Porsche terá ninguém menos que Nick Tandy e Earl Bamber, reforços de peso oriundos do time de LMP1 do WEC.

Na GTD, Alessandro Balzan/Christina Nielsen vão para a Petit Le Mans com chances de repetir o título conquistado no ano passado e chegar ao bi, dando uma resposta a Giacomo Mattioli – que negocia com Cooper MacNeil/Gunnar Jeannette para fazer um carro nas cores da Weather Tech em 2018. A dupla do carro #63 terá o reforço de Matteo Cressoni na última do ano e vai para a decisão com 26 pontos de vantagem (318 a 292) para o holandês Jeroen Bleekemolen.

A corrida marcará a despedida da Stevenson Motorsports, que encerra suas atividades após a Petit Le Mans: o carro #57 vai com Matt Bell junto à dupla regular formada por Lawson Aschenbach e Andrew Davis. Em contrapartida, dois outros Audi R8 LMS estarão presentes na prova, alinhados pela Montaplast by Land Motorsport (presente também em Daytona e Sebring) e a Alex Job Racing, que no final das contas foi a única equipe que disputou a integralidade do Tequila Patrón North American Endurance Cup.

Nos times regulares da série, as aquisições para a corrida final são Ian James e Austin Cindric (3GT Motorsport); Brett Sandberg (Change Racing); Michael Christensen e Michael De Quesada (Alegra Motorsports); Mario Farnbacher (Riley Motosports-AMG); Trent Hindman (Paul Miller Racing); Patrick Long (Weather Tech Racing); Nic Jönsson (CORE Autosport); Matt McMurry (Park Place Motorsports); Dion Von Moltke (SunEnergy1 Racing); Tom Dyer e Mark Wilkins (Michael Shank Racing) e Justin Marks (Turner Motorsport).

11 comentários

  1. Ricardo disse:

    E a Fox? Vai fazer a caridade de transmitir essa prova?

  2. Carlos disse:

    Rodrigo, o que está acontecendo no FOXSPORTS? O canal está abandonando os esportes a motor? A NASCAR, de grande audiência no canal, vem sendo preterida pelo campeonato argentino de futebol? Se fosse o brasileirão até entenderia… mas um campeonato sem ninguém importante jogando, sem representatividade alguma, ocupando a grade do canal? No twitter com a #nascarfoxsports, meu post ficou em destaque, pois perguntei quão difícil é para abrir um foxsports3 dedicado aos esportes a motor ou a volta do SPEED… Falta anunciante para bancar a temporada completa da NASCAR? Espero que haja uma resposta… Abraços de um fã seu!

    • Rodrigo Mattar disse:

      Não haverá resposta porque eu não tenho nada a falar. Por favor, não insista.

    • Fernando disse:

      Falta capacidade da cupula, já desisti de pagar tv por assinatura a um tempão pq no brasil cupula de canal de esporte acha q so futebol existe, enfim parte pra internet que a nascar bem facil de achar stream, alias qualquer coisa que passe no mercado americano bem facil de achar stream.

      • Claudio disse:

        Tv paga é um dos piores gastos que uma pessoa pode ter. É um “luxo” desnecessário. Um pacote de internet básico, de 10 MB, dá conta tranqüilo para assistir o que se deseja por streaming. Emissoras de esporte que só vivem de futebol não dá pra aguentar

  3. Gustavo disse:

    Uma coisa que ninguém deve se lembra e que após as 6 h Watkins Glen desse ano o Christian e o Barbosa passaram a frente dos irmãos Metralha na classificação do campeonato da N.A.E.C e lideram faltando uma etapa para o final ou seja é o grande objetivo deles esse título que só leva as 4 principais provas

  4. Anderson disse:

    Agendei lembrete a semana passada inteira para a Weathertech no sábado, tirei foto da tela, mandei pra amigos e 2 dias antes da corrida, o Fox Sports muda pra campeonato argentino, italiano e outras porcarias, fiquei o dia inteiro trocando de canal pra ver se tinha um vislumbre da corrida e nada. Nem a NASCAR vi no fim de semana. Vcs fizeram até propaganda da transmissão da Weathertech, mas na hora só a porcaria de futebol que todos os canais passam e nunca se torna interessante… Mudei meu pacote pra ter acesso ao Fox Sports. E vcs nem pra avisar ou pedir desculpas… Planejei meu fim de semana pra ver 10 horas de prova, e deu em nada!

  5. luis carlos disse:

    Também assinei somente por conta dos esportes a motor. Mas, ultimamente assisto o DTM em outra emissora pra suprir a falta.
    Fui no sistema online da Fox, cujo tenho direito, o sistema não carrega as provas da Nascar, ou seja, acabei voltando para os streamings que são a salvação da lavoura.
    Depois reclamam que não possuem audiência, mas não mostram as provas para terem audiência.
    Sobre o futebol, há 500 canais na tv paga… Não acredito que todo mundo assista futebol apenas….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>