MENU

19 de junho de 2017 - 15:2524 Horas de Le Mans

URGENTE: Rebellion é desclassificada nas 24 Horas de Le Mans!

ah-le-mans-2017-finish-order-03RIO DE JANEIRO (Deu ruim!) - Péssima notícia vinda da França: os comissários técnicos da FIA e do ACO acabam de confirmar a desclassificação técnica do protótipo Oreca 07 Gibson da Vaillante Rebellion número #13. Carro guiado pelo brasileiro Nelsinho Piquet, pelo helvético Mathias Beche e pelo dinamarquês David Heinemeier-Hänsson.

Os comissários alegam que a equipe feriu o regulamento técnico do FIA World Endurance Championship e das 24 Horas de Le Mans, no que concerne a “partes homologadas do carro”. Durante a transmissão da prova no Fox Sports, quem acompanhou os últimos pit stops da equipe notou que o carro tinha enorme dificuldade de arrancar dos boxes. Era um problema no motor de arranque e de ignição.

A partida era dada no carro de forma externa com o auxílio de um martelo. Só assim Nelsinho deixava os boxes.

Só que foi aberto um buraco na carroceria, o que não é permitido pelo regulamento.

Dessa forma, a Jackie Chan DC Racing faz uma histórica dobradinha na classe LMP2, com a trinca Alex Brundle/Tristan Gommendy/David Cheng pulando para o 2º lugar na categoria e terceiro na classe. André Negrão e seus companheiros de Signatech-Alpine Pierre Ragues e Nelson Panciatici sobem para P3 na categoria e quarto na classificação final.

Não tenho a informação de que a Rebellion Racing irá recorrer da decisão e principalmente se cabe recurso.

Aguardemos…

23 comentários

  1. carlos.moura disse:

    ja lhe agradeci pela excelente transmissão e informaçoes sobre as 24hs de le mans? parabens

  2. Vitão disse:

    Eu vi carro usando silver tape para reparos na carenagem. Se pode silver tape pode buraco na carenagem, se não trouxer ganho aerodinâmico . Correto ?

  3. Kleber disse:

    Nossa! Perder as posições como se nem tivessem disputado as 24horas é cruel, mas se é o regulamento…

  4. Glauco Tavares disse:

    Sempre acho ridículas decisões que mudam o resultado após o final da corrida. Independente de ser regra é tal….. Pow quantas horas os caras tiveram para decidir?!! E deixam para o dia seguinte, falta de respeito com público, equipes e pilotos….. Todo mundo viu o resultado, o podium, os pilotos receberam o troféu, teve toda comemoração e agora vem um tecnocrata e muda tudo. Nunca vou entender dirigentes esportivos.

  5. Alexandre disse:

    Uma pena essa desclassificação do Nelson Piquet Jr. Tanta tecnologia envolvida e um furo na carenagem para acessar o motor de arranque ocasionou essa desclassificação. Tomara que caiba recurso e seja acolhido!

  6. Antonio Seabra disse:

    Acho ridicula a decisão do ACO ! Não foi feita nenhuma intervenção que desse qualquer vantagem extra ao concorrente, não foi usado nenhum meio ilegal ou excuso, o carro SEMPRE PERDEU TEMPO NESSA MANOBRA !. Apenas foi usada uma ferramenta rudimentar, um martelo e um cano que serviu de “toca pino”, ou seja nada que fosse estranho a mais simples oficina mecanica. Quanto a fazer um furo na carroceria para acessar o local, que mal isso fez ao veiculo ????
    Varios carros perderam partes dos paralamas e parachoques, e não foram desclassificados por isso !!!! Eu vi num dos Astons que sofreu um toque de outro concorrente, o pessoal dos boxes arrancar um pedaço da peça quebrada.
    Então, qual é a diferença entre fazer um furo de acesso ou arrancar um pedaço do carro ????
    Então, me parece excesso de rigorismo, e se eu fosse a equipe, certamente recorreira dessa estapafurdia decisão..

    Antonio

  7. Valmir Passos disse:

    Decisão surpreendente, um pouco dura demais, mas regras são regras. Aproveitando, parabéns pela transmissão Rodrigo. O trabalho foi sensacional. Pra mim que sou fanático por provas do WEC, poder acompanhar Le Mans dessa forma foi um privilégio. Sem contar que o Edgar Melo Filho é uma figuraça. Parabéns a todos.

  8. Danir disse:

    Puro nonsense. Vivemos num mundo que está ficando cada vez mais estranho. Não vale esforço, não vale dedicação, não vale sacrifício. Só a cabeça de uns donos da bola que decidem dentro de suas insignificâncias atrapalhar a vida dos outros que têm méritos, e trabalham duro até para encontrar soluções para continuar na briga. Uma lástima.

  9. Fabio disse:

    O que mais me intriga/irrita nessa decisão da ACO/FIA num é nem o fato de num ter sido uma coisa que afetasse a performance assim, pois afinal, regra é regra. O complicado é pensar que isso passou claramente na TV e aparentemente o vídeo usado na “denúncia” foi feito por um fiscal. Ou seja, todo mundo que sabia que isso era uma infração tava vendo na hora, porque não punir na hora? Deixa rolar até alguém poderoso vir chorar? Depois da corrida terminada, das cerimônias realizadas etc.? Ridículo.

  10. Allan Guimaraes disse:

    Falei do bendido bendix do Opala do meu pai, mas este eu precisava abrir o capô para acessar… Mas quanto ao Rebellion, acho que cabe recurso, eis que não houve vantagem aerodinâmica (pelo contrário…) nem ameça a segurança dos pilotos.

  11. Robertom disse:

    É polêmica da ACO para chamar atenção, aposto tudo que vão recorrer e terão a desclassificação revertida…

  12. Glauco Tavares disse:

    Silver Tape para remendar o carro pode, fiscal de pista empurrar o carro para fora da brita pode, carros faltando pedaços (corvette cruzou a linha sem um pneu, um farol e partes da carenagem) tudo bem…. Usar um martelo para ajudar o motor de arranque não pode!?? Onde estão a coerência e o bom senso? Qual vantagem a equipe teve? Nenhuma!! Perdiam tempo a cada pit eo carro saia do pitlane engasgando. Se ao invés de forçar o motor de arranque os mecas empurracem o carro num tranco tudo bem? Isto vai contra o espírito de Le Mans, solucionar os problemas e levar o carro até o final é o principal objetivo do endurance… Fizeram a mesma coisa com o Toyota ano passado. É ridículo!

  13. Paulo disse:

    Eles não foram punidos por fazer o esquema para o carro ligar. Eles foram punidos pois o correto seria retirar a carenagem, ligar o carro, e fechar a carenagem novamente. Eles abriram um buraco para não precisar retirar a carenagem e perder tempo. Existia uma forma correta pelo regulamento para fazer o carro ligar, porém eles abriram um buraco para fazer isso de forma que o regulamento não permite.

  14. OSMAR DE OLIVIERA disse:

    Excelente transmissão de todos os narradores e comentaristas. Corrida estupenda.
    Porém o que não me agradou::em determinado momento um Corvette estava no box para os procedimentos normais, e o Edgard Mello Fo. que considero o profissional de imprensa que mais entende de automobilismo, ( foi excelente piloto) falou que tratava-se de um caminhão. Não, não se trata de um caminhão. é um baita carro de competição, e lamentei muito que por erro do piloto deixou de vencer na categoria GT/PRO. Uma pena. Que carro!
    Já os Ford GT tão badalados e citados a toda hora, nada fizeram.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Osmar, me perdoe o comentário, mas se nada tivessem feito, um deles não teria ido para o pódio. E você sabe o por que dos carros não terem ido mais para a frente? Por algo chamado Balance of Performance, o temidíssimo BoP. Através dele, os comissários tentam equalizar as performances dos carros, tirando asa, dando ou tirando peso, oferecendo mais ou menos combustível, mexendo no boost do turbo em diferentes faixas de rotação e também na entrada de ar dos propulsores. Estrangulando, perdem potência. Abrindo, ganham um respiro. Tudo isso mexe com o desempenho. Por isso a Ford pareceu estar devendo em relação à 2016. Mas não foi. O Porsche, por exemplo, estava 9 km/h mais lento de reta. Tiraram alguns quilos do carro. Só nisso aí, ele ganhou um segundo e meio por volta.

  15. Fernando Silva disse:

    Fico triste pelo trabalho da trinca, mas que mancada da equipe também…porque, como foi falado ontem no Nitro, por que é que não trouxeram para a garagem e fizeram o reparo? Rebellion parece que sempre falta algo a mais para uma vitória…isso desde os tempos de LMP1…

  16. Bernardo disse:

    Boa noite Rodrigo tudo bem? Excelente transmissão do Fox Sports, perfeita. Esse procedimento de retirada da carenagem me deixou uma dúvida: Existe algum dispositivo de segurança que, toda vez que tira a carenagem o carro apaga? Ou é praxe da corrida ter de desligar o carro para poder mexer no motor? Melhor transmissão do que essa Só se eu pudesse ser às 24 horas na íntegra!

    • Rodrigo Mattar disse:

      O carro na verdade não pode fazer seu pit stop com o motor funcionando. O motor tem que estar desligado, mas no caso da Rebellion, o Nelsinho já deixava o carro engrenado para poder sair.

  17. Alexandre disse:

    Só hoje à tarde acessei as duas punições que a Vaillante Rebellion levou – uma pelo furo na carenagem e a outra por tentar disfarçar o furo no parque fechado (decisões 58 e 59 dos Stewards). Minha dúvida é que no final de cada decisão, há essa ressalva:

    “The competitor is reminded of his right of Appeal under and in compliance with Art. 4.11.2 of Sporting Regulations, Art. 15 of the ISC, and the Judicial and Disciplinary Rules of the FIA.”

    No Art. 4.11.2 cita que não pode haver mais apelação se a decisão foi tomada pelo Comitê de Endurance: “Any decision taken by the Endurance Committee is not subject to appeal.”

    Aí fiquei com essa dúvida. Já houve uma decisão do Comitê de Endurance ou apenas as decisões 58 e 59 dos Stewards? Cabe ou não recurso?

    Um grande abraço e parabéns pela cobertura que você dá aos esportes a motor!

    • Rodrigo Mattar disse:

      Pelo que sei, o Comitê de Endurance ainda não se manifestou. As decisões dos Stewards, dos comissários técnicos, foram tomadas e aí estão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>