MENU

14 de abril de 2017 - 10:20Mundial de Endurance

Toyota e Buemi largam na frente em Silverstone

#8 TOYOTA GAZOO RACING / JPN / Toyota TS050 - Hybrid - Hybrid  -  FIA WEC 6 Hours of Silverstone  - Silverstone Circuit - Towcester - United Kingdom

Sébastien Buemi não precisou de mais do que três voltas para marcar o melhor tempo na abertura dos treinos do Mundial de Endurance em Silverstone (Foto: FIA WEC)

RIO DE JANEIRO - Está aberta oficialmente a temporada 2017 do Mundial de Endurance (FIA WEC). Nesta sexta-feira, foi disputado em Silverstone o primeiro treino livre para a primeira de um total de nove etapas da competição de resistência. E a Toyota já sai na frente da rival Porsche: o suíço Sébastien Buemi foi o autor da melhor volta do treino. Logo na terceira volta, ele marcou 1’40″104, deixando a 0″781 o Porsche 919 Hybrid do neozelandês Brendon Hartley em segundo.

Mike Conway ficou em 3º lugar com o Toyota #7, alcançando o mesmo segundo do companheiro Buemi, enquanto Nick Tandy, no Porsche que leva o dorsal #1, já foi 1″231 mais lento. O ENSO CLM P1/01 Nismo da ByKolles começou bem – só que não – levou um ferro de mais de oito segundos. Pelo menos o protótipo completou 31 voltas na primeira sessão.

Na LMP2, deu Vaillante Rebellion, com um tempo melhor que o carro da ByKolles, inclusive: Mathias Beche foi o mais veloz com o tempo de 1’45″913, 0″225 acima do #28 da TDS Racing conduzido pelo francês Matthieu Vaxivière. Alex Brundle ficou com a terceira marca a bordo do #37 da Jackie Chan DC Racing. Roman Rusinov (G-Drive Racing) foi o quarto e Gustavo Menezes (Signatech-Alpine) fechou o top 5 desta sessão.

Os brasileiros que fazem parte da categoria viraram tempos próximos no treino livre: Nelsinho Piquet deu só cinco voltas e rodou em 1’51″164. Bruno Senna completou 13 passagens no carro #31 da Vaillante Rebellion – oitavo mais rápido com Nicolas Prost a bordo – para marcar 1’51″741.

#95 ASTON MARTIN RACING / GBR / Aston Martin Vantage / Nicki Thiim (DNK) / Marco S¿rensen (DNK) / Richie Stanaway (NZL) - FIA WEC 6 Hours of Silverstone  - Silverstone Circuit - Towcester - United Kingdom

O mais veloz da LMGTE-PRO foi o Aston Martin com Richie Stanaway a bordo

Campeã mundial na LMGTE-PRO ano passado, a Aston Martin começou bem e fez o melhor tempo em sua categoria – Richie Stanaway, que só correrá nas três primeiras etapas da temporada, andou bem e fez 1’59″110, 0″382 melhor que o Ford GT EcoBoost #66 guiado pelo estadunidense Billy Johnson. O outro carro da equipe de Chip Ganassi veio a seguir com Andy Priaulx, tendo os dois novos Porsche 911 GTE em quarto e quinto, respectivamente graças aos franceses Fred Makowiecki e Kévin Estre.

Aí veio a boa surpresa – principalmente para quem não o conhece: Daniel Serra sentou no carro #97 e de cara foi o mais rápido do trio na primeira sessão. Fez 29 voltas – a melhor delas em 1’59″730 – e ficou a 0″620 de Stanaway, que já conhece o Aston Martin de cor e salteado. Um belo começo para o piloto da Stock Car brasileira. Mas Daniel tem expertise também por conta dos pneus Dunlop, para quem testou e com um carro do construtor britânico. A adaptação dele à pista de Silverstone, que não conhecia, foi muito boa.

Pipo Derani também andou dentro do mesmo segundo do mais rápido da LMGTE-PRO quando deu suas voltas no Ford #67 da Ganassi. Ele completou 18 voltas, a melhor delas em 1’59″952. Só as Ferrari 488 GTE é que rodaram acima da casa dos 2 minutos na primeira sessão.

E na LMGTE-AM, o português Pedro Lamy fez uma volta excepcional em 1’59″342, pondo todo mundo da divisão no bolso. O tempo do luso foi 0″933 melhor que o do Porsche da Gulf Racing guiado por Ben Barker e um segundo inteiro melhor que Matteo Cairoli, da Dempsey Racing-Proton. As Ferrari 488 GTE fecharam a raia, com Matt Griffin (Clearwater Racing) adiante de Miguel Molina (Spirit of Race).

A partir de 12h45, pelo horário de Brasília, carros e pilotos retornam ao circuito de Silverstone para mais uma sessão com 1h30 de duração. A definição do grid de largada é neste sábado. Não haverá transmissão ao vivo da corrida pelos canais Fox Sports. O live streaming do FIA WEC é pago e custa €39 pela temporada completa e €4.99 o evento individual (exceto Le Mans) – incluindo a tomada de tempo.

2 comentários

  1. Gustavo disse:

    Rodrigo, eu a partir dessa temporada sou assinante do app,mas eles fazem a transmissão dos treinos livres também ou só o qualifying e a corrida ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>