MENU

8 de novembro de 2016 - 19:32Mundial de Endurance

Decisão do Mundial de Endurance com 31 carros no Bahrein

2016-6-Heures-de-Shanghai-Adrenal-Media-GT5D3495.JPG_hd

As 6h do Bahrein marcam a despedida da Audi, envolvida com as competições de Endurance desde 1999 (Foto: Gabi Tomescu/AdrenalMedia.com)

RIO DE JANEIRO - Nona e última etapa do Campeonato Mundial de Endurance, as 6h do Bahrein serão novamente realizadas no circuito de Sakhir, o mesmo que recebe a Fórmula 1, no próximo dia 19. Do total de cinco edições do FIA WEC, esta será a terceira em que a competição conhece seus campeões no Oriente Médio. E para a decisão da temporada – com exceção da classe LMP2 – 31 carros estão na lista de inscritos recém-divulgada pelos organizadores. A corrida será mais uma vez disputada num horário mais favorável aos pilotos e equipamentos em termos de desgaste físico e técnico: a largada será às 14h locais (9h de Brasília), com chegada à noite.

Lista de inscritos para as 6h do Bahrein AQUI

2016-6-Heures-de-Shanghai-Adrenal-Media-GT5D3492.JPG_hd

Neel Jani/Romain Dumas/Marc Lieb ainda são os líderes do WEC e chegam com 17 pontos de vantagem para os rivais da Toyota; só que a trinca do Porsche #2 não ganha nada desde Le Mans… (Foto: Gabi Tomescu/AdrenalMedia.com)

É claro: todas as atenções estão voltadas para a decisão do título do Mundial de Pilotos na classificação geral dos pilotos de Esporte-Protótipos. A trinca do Porsche 919 Hybrid #2, formada por Marc Lieb/Romain Dumas/Neel Jani chega ao Bahrein com a liderança debaixo do braço, conquistada após o triunfo nas 24h de Le Mans. Desde então, os pilotos da casa de Weissach não sabem o que é vencer – muito menos subir ao pódio. Já são cinco corridas de “seca”, em que somaram 58 pontos apenas – quatro vezes em 4º lugar e uma em quinto.

2016-6-Heures-de-Shanghai-Adrenal-Media-GT5D3490.JPG_hd

Noventa e um pontos somados nas últimas cinco corridas e a Toyota ainda mantém viva a esperança de fazer de Kamui Kobayashi/Stéphane Sarrazin/Mike Conway os campeões do WEC (Foto: Gabi Tomescu/AdrenalMedia.com)

Se é o retrospecto recente que conta, a trinca Kamui Kobayashi/Stéphane Sarrazin/Mike Conway está em franca ascensão. Os pilotos da Toyota venceram uma corrida na segunda metade do ano e vêm de uma sequência de bons resultados. Com 91 pontos marcados nas últimas cinco corridas, a turma do #6 conquistou quatro pódios seguidos e só o 6º lugar nas 6h de Nürburgring foi, digamos assim, um tropeço.

Mas a disputa pelo título não será a única atração da classe LMP1 no Bahrein: há ainda a despedida de Mark Webber das pistas e também o adeus mais sentido de todos. Após 17 anos de grandes serviços prestados à Endurance, a Audi se despede das provas de longa duração – nunca é demais lembrar, com 13 vitórias nas 24h de Le Mans. Wolfgang Ullrich aproveita a ocasião para igualmente dizer adeus e anunciar sua aposentadoria como diretor de motorsport da Audi, cargo que ficará agora com Dieter Gass.

2016-6-Heures-de-Shanghai-Adrenal-Media-GT5D3450.JPG_hd

Quatro duplas disputam o título mundial entre os pilotos de Grã-Turismo (Foto: Gabi Tomescu/AdrenalMedia.com)

Na já definida classe LMP2, o grid terá um carro a menos, assim como já acontecera nas 6h de Xangai: a Strakka Racing saiu do WEC antes do término do campeonato e também anunciou que não será participante do Mundial de Endurance em 2017. A equipe britânica decidiu rumar às séries Blancpain GT, com quatro McLaren 650S GT3. A decisão do ACO/FIA em anunciar tarde demais o novo regulamento para os LMP1 não-oficiais para o próximo ano pôs areia nos planos da equipe, que construiria seu próprio carro usando o Dome S103 como “carro-mula”. Não está, contudo, descartado o retorno do time à competição no futuro próximo.

A lista de entradas tem novidades: Giedo Van der Garde retorna a bordo do #30 da Extreme Speed Motorsports e o carro da equipe estadunidense terá a volta de Tom Dillmann ao FIA WEC. O francês conquistou no último domingo o campeonato da Fórmula V8 3.5 (a antiga World Series by Renault) e reaparece na categoria após quase um ano ausente. Will Stevens segue no #26 da G-Drive Racing para a etapa final do campeonato e a Manor chamou Julien Canal para o carro #45, que não tem seu terceiro piloto definido.

Outro campeonato que também não está definido é o da LMGTE – com a classificação englobando LMGTE-PRO e LMGTE-AM: quatro duplas chegam ao Bahrein em condições de conquistar o título. Marco Sørensen/Nicki Thiim estão na liderança com uma vitória e 131 pontos – doze a mais que Sam Bird/Davide Rigon, que ganharam duas corridas das oito etapas já disputadas. Olivier Pla/Stefan Mücke – que levaram os pontos integrais das 24h de Le Mans, mesmo não triunfando na oportunidade – têm 110 pontos, mesmo total de Gianmaria Bruni/James Calado, que também ganharam uma corrida neste ano. Entre os construtores, disputa igualmente em aberto: a Ferrari lidera com 261 pontos, mas tem a Aston Martin nos seus calcanhares, com 251.

2016-6-Heures-de-Shanghai-Adrenal-Media-GT5D3472.JPG_hd

A trinca François Perrodo/Rui Águas/Emmanuel Collard só depende de si para levar o título da LMGTE-AM no Bahrein (Foto: Gabi Tomescu/AdrenalMedia.com)

O panorama da LMGTE-AM está praticamente definido em favor de François Perrodo/Rui Águas/Emmanuel Collard: o trio da equipe italiana AF Corse chega a Sakhir com 173 pontos, duas vitórias e 25 pontos de vantagem para Pedro Lamy/Paul Dalla Lana/Mathias Lauda. A trinca da Aston Martin foi a que mais ganhou corridas na categoria – cinco – mas a tarefa da turma do #98 é das mais espinhosas: terão que ganhar a disputa nas 6h do Bahrein e marcar o ponto extra da pole position, além de contar com uma quebra do #83.

Mas se Perrodo/Águas/Collard completarem 70% da distância percorrida pelos vencedores da categoria, independentemente de quem sejam, já terão feito o suficiente para conquistar o título.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>