MENU

24 de maio de 2015 - 21:15Blancpain Endurance Series

Von Ryan domina e vence o BES em Silverstone

timthumb (1)

A Von Ryan Racing venceu com autoridade em Silverstone no primeiro triunfo do 650S GT3 no Blancpain Endurance Series (Foto: Blancpain GT Series/Site Oficial)

RIO DE JANEIRO - Numa corrida muito bem disputada ao longo das três horas previstas, a Von Ryan Racing se impôs com o novo McLaren 650S GT3 para conquistar a primeira vitória da equipe britãnica no Blancpain Endurance Series. Com casa cheia – 61 carros deram a largada – o #58 de Rob Bell/Shane Van Gisbergen/Kévin Estre dominou como quis a disputa e venceu com pouco mais de 23 segundos de vantagem para o Audi #1 da WRT, conduzido por Robin Frijns/Laurens Vanthoor/Jean-Karl Vernay.

A liderança do McLaren da Von Ryan foi alcançada num período de Safety Car, em que a equipe optou por fazer o primeiro pit stop do carro. Em bandeira verde, chegaram a ter mais de 40 segundos de vantagem e ainda foram beneficiados quando o Audi guiado por Frijns teve um pequeno problema de parte elétrica e atrasou-se. A equipe de Yves Weerts e Vincent Vosse ainda teve um de seus R8 LMS Ultra no pódio: Frank Stippler/Stéphane Ortelli/Stéphane Richelmi chegaram em terceiro lugar.

Pole position, o Nissan GT-R Nismo GT3 “Godzilla” de Wolfgang Reip/Katsumasa Chiyo/Alex Buncombe tirou partido de sua invejável potência e liderou no início. Mas um incidente com um retardatário e um pit stop simplesmente caótico tirou o #23 de esquadro. A trinca acabou em 13º lugar na geral. Outro carro com liderança pontual foi a Ferrari ganhadora em Monza: o #333 de Norbert Siedler/Marco Seefried/Rinat Salikhov caiu de produção no correr da disputa, chegando em sétimo – atrás do Bentley #8 da M-Sport, que teve uma corrida atribulada por alguns incidentes.

Outras boas performances foram da ISR, quarta colocada com Marco Bonanomi/Filip Salaquarda/Frederic Vervisch e da MRS Racing GT, que com os problemas do “Godzilla” da Nismo acabou sendo a melhor equipe representante da marca japonesa neste domingo. A trinca formada por Sean Walkinshaw/Martin Plowman/Craig Dolby foi muito bem ao longo da disputa.

A equipe BMW Team Brasil teve mais um fim de semana duro em termos de resultados. O carro #77 se envolveu num acidente logo nos primeiros metros de corrida e só completou duas voltas. Seria o retorno de Matheus Stumpf à equipe, repartindo a Z4 GT3 do time com Átila Abreu e Valdeno Brito. Já o #0 de Felipe Fraga/Cacá Bueno/Sérgio Jimenez, além de perder uma volta neste mesmo acidente, caiu para último. Considerando as dificuldades, a recuperação foi boa: a trinca fechou em 26º lugar na geral e décimo-sétimo na Pro Cup.

“Nosso ritmo era bom, mas a batida na largada nos tirou todas as chances. Vim para o box com o pneu furado e acabamos perdendo uma volta, o que comprometeu toda a corrida. Mesmo assim, nos recuperamos muito em apenas três horas. Agora é pensar em Zolder, nossa próxima etapa no Sprint Series, e depois trabalhar para as corridas de endurance, que estão sendo mais complicadas para nós no momento”, disse o piloto Sérgio Jimenez.

Fazendo as honras da casa, a Leonard Motorsport teve performance consistente ao longo da disputa e venceu na Pro-Am Cup com o Aston Martin V12 Vantage #32 partilhado por Michael Meadows/Paul Wilson/Stuart Leonard. O Nissan GT-R Nismo GT3 de Gaëtan Paletou/Jann Mardenborough/Ricardo Sanchez veio logo a seguir, em 15º na geral. A boa surpresa foi a terceira posição do Emil Frey G3 Jaguar de Gabriele Gardel/Lorenz Frey/Fredy Barth.

Na divisão Am Cup, a Boutsen Ginion levou a melhor com a BMW Z4 GT3 #15 de Olivier Grötz/Karim Ojjeh, que com o 33º lugar na geral bateu a Ferrari da Glorax guiada por Fabio Mancini/Andrey Rizhin/Rino Mastronardi. Os franceses Christophe Hamon/Tony Samon/Luc Paillard, da Sport Garage, completaram o pódio da divisão guiando outra Ferrari. A próxima etapa do BES será em 20 de junho, logo após as 24 Horas de Le Mans, com os 1000 km de Paul Ricard, também na França.

2 comentários

  1. Claudio disse:

    O carro 0 até que subiu bem na classificação da prova, no inicio estava entre os 3 últimos, necessita de muito aprendizado ainda a equipe brasileira nas provas de endurance para poder serem competitivos

  2. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Estas corridas são interessantes. Pena que o Sportv chama-as de Mundial de GT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>