MENU

17 de novembro de 2012 - 22:59Nascar

Bicampeão

RIO DE JANEIRO - Há um bom tempo, sete anos, para ser mais exato, que a segunda divisão da Nascar, hoje chamada de Nationwide Series, não tinha um bicampeão. Hoje, na noite deste sábado, no circuito oval de Homestead, na Flórida, Ricky Stenhouse Jr. chegou ao segundo título consecutivo na categoria. E agora é um nome a ser observado para 2013, na Sprint Cup.

Stenhouse, de 25 anos, fechou um excelente cartel de três temporadas na Nationwide com chave de ouro. Em 105 corridas disputadas, ganhou oito. Pode parecer um número baixo, mas desses oito triunfos, seis aconteceram neste ano. Ele só não foi o maior ganhador da NNS em 2012 porque Joey Logano triunfou nove vezes em 33 provas, mas como o regulamento prevê que um piloto tem que dar prioridade a um campeonato da Nascar em detrimento dos outros, Logano correu todas as vezes sem pontuar.

Claro que isto não indica que o piloto do carro #20 na Sprint Cup seria campeão da divisão de acesso, mas Stenhouse fez por merecer e, antes mesmo do fim deste campeonato, ele já tinha seu futuro definido: um contrato assinado com a Roush-Fenway Racing para 2013, para competir com o novo Ford e como substituto de ninguém menos que Matt Kenseth, campeão da divisão principal em 2003.

Em contrapartida ao bicampeonato de Stenhouse Jr., existe também o “bivice” de Elliott Sadler. Impressionante como o veterano “amarelou” num campeonato que parecia caminhar para suas mãos. E quase que Sadler não termina em segundo. Acabou apenas um pontinho à frente do rookie do ano, Austin Dillon.

Buescher campeão da Truck

Ontem, na última corrida da Camping World Truck Series, James Buescher conquistou de forma suada o título de campeão da categoria das picapes, com apenas seis pontinhos à frente de Timothy Peters. Nelson Ângelo Piquet fechou a temporada em 7º lugar com duas vitórias e quatro pole positions – o brasileiro de 27 anos foi o pole man da temporada, um feito meritório. E não só Nelsinho terminou no top 10 da categoria: Miguel Paludo, que também correu pela Turner Motorsports, assim como seu compatriota e o campeão James Buescher, completou o certame em 10º, com 668 pontos, uma pole e apenas um resultado entre os cinco primeiros nas 22 corridas do campeonato.

5 comentários

  1. E qual a sua aposta para amanhã, Rodrigo: Keselowski ou JJ?

    • rmb37 disse:

      Eduardo, o JJ é mais cascudo, mas a matemática, hoje, é mais favorável ao Keselowski. Numa corrida de 400 milhas, tudo é possível. Pela experiência, fico com o JJ.

  2. Nino Rainier disse:

    Sadler amarelou e o Stenhouse ganhou. De novo. É um ótimo piloto, mas é muito afobado e estressado. Na Sprint Cup vai ficar ainda mais evidente no 1º ano dele lá. É porque esta sendo seguro pelo Jack Roush assim como está fazendo o Roger Penske com o Brad Keselowski na Sprint Cup. Foi bicampeão mas não o vejo como um puro sangue de corridas não.

  3. Lima disse:

    Os dois títulos tanto da CWTS quanto da NNS foram merecidos, um bom ano. Stenhouse Jr sempre sendo marcante nas suas vitórias superando os pilotos da Cup. Dirigiu muito em 2012. Não sei se ele vai se tornar um dos pilotos top da categoria, de qualquer forma dos “novos” pilotos ele é o que tem a personalidade mais forte.
    Se o #2 confirmar o favoritismo amanha a Nascar terá nas suas principais divisões 3 jovens campeões. E se for ver o pessoal q está vindo, não só da Truck, mas da Kn Series/Arca ( gente como Dylan Kwasniewski, Kyle Larson, Brett Moffitt, Darrell Walace jr, Corey Lajoie, Chase Elliott, Alex Bowman, entre outros) vai garantir mais uma grande geração para os próximos anos.

    Grande sucesso nesse novo espaço Rodrigo, bom trabalho.

    Um bom fim de sábado a todos os amigos!

  4. sucesso nessa nova etapa da tua carreira rodrigo! continuarei a ler o teu blog, todos os dias, como faço há uns 2 anos. abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>